sexta-feira, 14 de junho de 2013

Autoridades e usuários discutem política de assistência

Foto: Rodolfo Lins
Sexta-Feira
14 de junho de 2013

A Casa da Cidadania e o Centro Pop, órgãos de atendimento a pessoas em situação de rua, ligados à secretaria municipal da Família e Assistência Social, reuniu nesta quinta-feira (13), usuários e servidores, além de secretários e representantes do Poder Legislativo, para discutir a política de assistência social e, ainda, apresentar todo o trabalho que é desenvolvido no local e os serviços que são ofertados. A mini conferência faz parte da programação preparatória para a Conferência Nacional de Assistência Social, que será precedida pela Estadual, ambas ainda sem data marcada e, também, pela municipal, em julho.

O secretário municipal de Paz e Defesa Social, Alcemir Pacouto, explica que sua secretaria também está presente nestes dois equipamentos, em parceria com a Família e Assistência, principalmente nas ações de abordagem feitas semanalmente às pessoas em situação de rua, garantindo o bem estar comum. “O governo Rosinha Garotinho trabalha em equipe e através de ações integradas, visando principalmente o bem estar da população”, acrescenta.

A secretária Izaura Freire explica que há tempos que a Política de Assistência Social mudou, mas muitas pessoas ainda desconhecem relevantes pontos dela e isso é importante ressaltar, destacando neste contexto, o Sistema Único de Assistência Social (Suas). “As pessoas têm o direito de ir e vir e não podemos arrancá-las desta situação. Fazemos a abordagem social, mostramos que aquela situação não pode perdurar e que esta pode causar mais adiante, sérios problemas. E mostramos um leque de opções para uma mudança de vida, a partir da sua integração no Centro Pop e na Casa da Cidadania”, acrescenta.

- Infelizmente, o que mantém essas pessoas em situação de rua é, na maioria das vezes, o vício (álcool e outros tipos de droga), o rompimento dos vínculos familiares e, principalmente, a caridade que muitas instituições religiosas praticam, oferecendo café da manhã, almoço, jantar e até cobertores para os dias frios. Isso faz com que eles não queiram sair das ruas. Para que se têm tudo na mão e ainda a liberdade para fazerem o que querem? – questiona Izaura Freire.

Na oportunidade foram apresentados nove pessoas que estiveram em situação de rua e hoje estão reintegrados à sociedade, a maioria já trabalhando com carteira assinada. Também estiveram presentes à mini conferência, o subsecretário de Paz e Defesa Social, Alonsimar de Oliveira, além do vereador Genásio de Souza.

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Centro Pop e Casa da Cidadania debatem política de assistência

Quinta-feira
13 de junho de 2013

Dentro dos preparativos para a Conferência Nacional de Assistência Social, que será precedida pela Estadual, ambas ainda sem data marcada e, ainda, pela municipal, em julho, a secretaria municipal da Família e Assistência Social, através do Centro Pop e Casa da Cidadania, continua mobilizando servidores e usuários da assistência. Amanhã (quinta-feira, 13), a partir das 15h, as duas unidades de atendimento a pessoas em situação de rua (Centro Pop e Casa da Cidadania) realizam mini conferências preparatórias, reunindo, além de funcionários e usuários, convidados especiais. 

De acordo com o coordenador dos dois equipamentos, Luiz Maurício de Carlo, durante três horas será apresentado todo o trabalho que é desenvolvido no local e, ainda, os serviços que são ofertados. Haverá, ainda, explanação da equipe multidisciplinar, formada por assistentes sociais, psicólogos, enfermeiros, monitores, seguranças, pessoal de apoio, além de coordenadores. 

- É uma oportunidade de mostrar, não só aos nossos usuários, mas também aos nossos servidores, toda a dinâmica de trabalho, falar sobre a Política de Assistência Social, diferente do antigo assistencialismo, entre outros pontos. E, ainda, direitos e deveres de quem atende e de quem é atendido e quer ser atendido – acrescenta Luiz Maurício.

A secretária Izaura Freire, que já confirmou presença, disse que as mini conferências estão sendo realizadas em todos os equipamentos da secretaria ((Cras, Creas, abrigos e outros), explicando a importância do tema e, assim, envolvendo as pessoas na política nacional de assistência. “Há tempos que a Política de Assistência Social mudou, mas muitas pessoas ainda desconhecem importantes pontos dela e isso é importante ressaltar, destacando neste contexto, o Sistema Único de Assistência Social (Suas)”, finaliza a secretária.

Hoje - O quadro atual de pessoas em situação de rua é outro. Antigamente a maioria era de outros estados e, hoje, cerca de 90% deles são de Campos, muitos nestas condições por quebra de vínculos familiares, outros por causa de vícios (álcool, maconha, cocaína e outros) e alguns, até, por acharem que assim têm mais liberdade.

Campos inserida no Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

Foto: Rodolfo Lins
Quinta-Feira
13 de junho de 2013

Ontem, quarta-feira (12), equipes da Secretaria de Família e Assistência estiveram nos arredores da Rodoviária Roberto Silveira realizando a distribuição de panfletos sobre o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. A ação consistiu em dar início ao processo de mobilização e conscientização da sociedade contra o trabalho infantil. A Campanha deste ano foi “Trabalho Doméstico Infantil NÃO É BRINCADEIRA”. 

Com o intuito de chamar a atenção da população, à campanha deste ano fala sobre o trabalho doméstico, um trabalho invisível que, infelizmente, faz parte do cotidiano das pessoas, uma prática comum, de nível mundial. Entre eles, destacam-se o trabalho como babá, acompanhante de pessoa idosa, arrumadeira, entre outros. 

- O município vem todo ano fazendo campanhas contra este trabalho, pretendemos fazer de forma mais sistemática para tentar erradicar o trabalho infantil. Não temos como ir à casa destas pessoas para verificar as ações que são rotineiras. A preocupação é que as pessoas veem esse trabalho como uma ajuda e não enxergam esta situação como de trabalho e exploração - ressalta a diretora do Departamento de Proteção Social e Especial, Adriana de Souza Caetano.

O cadastro único do município registra cerca de 950 crianças que se encontram em situação de trabalho infantil. Essas crianças estão envolvidas nos serviços oferecidos pelos CREAS (Centro de Referência e Assistência Social) e, também, nos serviços de convivência da Fundação Municipal da Infância e Juventude (FMIJ). Dentre estes, cerca de 80 delas não estão inclusas ainda no serviço e a secretaria realiza buscas ativas com ajuda dos CREAS para localizar estas crianças e inseri-las no serviço de proteção. 

O trabalho infantil doméstico é classificado pela Organização Internacional do Trabalho como uma das piores atividades que podem ser exercidas por uma criança, já que há intenso esforço físico, exposição ao fogo, longas jornadas, isolamento e possibilidade de abuso físico, psicológico e sexual.

terça-feira, 11 de junho de 2013

Reunião discute situação dos usuários de Morro do Côco

Foto: Rodolfo Lins
Terça-Feira
11 de junho de 2013

Na manhã de ontem, segunda-feira (10), recebi a coordenadora do Centro de Referência de Assisitência social (Cras) de Morro do Coco, Rosy Motta, o coordenador do Hospital de Santo Eduardo, Márcio Adão, e a secretaria executiva do Conselho Municipal da Assistência, Fernanda Grain, para viabilizar melhor atendimento às crianças e usuários com deficiência de Morro do Côco, anteriormente atendidas pela Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), de Bom Jesus.

Superintendência da Igualdade Racial e Família no Imbé

Foto: Divulgação/Secom
Terça-Feira
11 de junho de 2013

A Secretaria Municipal de Família e Assistência, em parceria com a Superintendência da Igualdade Racial, realizou o cadastro para referenciamento das famílias que moram na comunidade do Imbé. Cerca de 330 famílias residem no local, distribuídos entre as comunidades de Aleluia, Conceição do Imbé e Cambucá. O cadastro foi realizado no pólo da Superintendência no Imbé, para as famílias serem encaminhadas para o Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) de abrangência, que funciona na Tapera, onde serão acompanhados na inclusão dos benefícios sociais, renda mínima, CADÚnico, bolsa família, entre outros. 

- Toda comunidade do Novo Horizonte está sendo cadastrada. Estamos no polo, pois é mais fácil de acesso para eles e algumas vezes realizamos a visita domiciliar. Este cadastro é para referenciar famílias. Encaminhamos para o CRAS de abrangência para serem acompanhados com inclusão em benefícios sociais e encaminhamentos também são passados para a área da rede de saúde - informou Márcia Valéria Soares Assad, assistente social da secretaria municipal da Família e Assistência Social e coordenadora do programa de assentamento.

A equipe da Secretaria de Família e Assistência estará no pólo todas às quintas-feiras, das 8h às 15h, para atender as famílias. “É uma exigência dos assentados que o serviço venha até eles, pois para eles chegarem até a cidade é muito complicado. Estamos atendendo às solicitações que são deles. Assistência, cadastro e encaminhamentos também são passados para algumas redes”, declara Márcia. 

Além dos serviços oferecidos pelas secretarias, atividades de sustentabilidade, balé, teatro, entre outras estarão sendo oferecidas no pólo do Imbé. “É uma geração de renda a questão de aproveitar o que elas tem na comunidade como a fibra da bananeira, coco. Focamos na sustentabilidade, no reaproveitamento e o que tem na comunidade disponível e vamos agregando valores. É uma renda para elas, só o fato de desfibrar e vender elas já tem um dinheiro para ajudar à família, se elas não quiserem desenvolver trabalhos como caixas, porta retrato e outros, só a fibra já e geração de renda, uma infinidade de coisas que pode ser feita para a comunidade” , disse a instrutora do curso de artesanato, Conceição Fernandes.

A moradora da comunidade de Aleluia, Rosana Junior Inorato, 38, falou um pouco do trabalho que está sendo realizado no pólo de Superintendência de Igualdade Racial no Imbé. “É uma grande oportunidade para nós aprendermos e gerarmos uma renda aqui, um local tão longe, onde agora vamos poder desfrutar de diversas atividades e melhores qualidades de vida para todos nós”, informou.

Superintendência do Suas reunida com os Cras

Divulgação/Secom
Terça-Feira
11 de junho de 2013

A superintendente de Gestão do Sistema Único Assistência Social (Suas), da Secretaria da Família e Assistência Social, Aline Giovannini, realizou na última quinta-feira, (6), no auditório da Secretaria Municipal de Governo, reunião com todos os técnicos referenciados dos Centros de Referência e Assistência Social (Cras) do município. 

O encontro teve como objetivo orientar os profissionais dos Cras sobre as expansões dos serviços e reordenamento deles, visando unificar a oferta do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) direcionado a crianças, adolescentes e idosos.

Todos os técnicos receberam apostilas e CDs com traçados metodológicos do serviço, a fim de unificar e padronizar as determinadas mudanças. A principal meta é o reordenamento e a indução da inclusão publica prioritária no serviço ofertado para crianças e adolescentes em situação de negligência, exploração sexual, situação de trabalho infantil, além de adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto, entre outros casos.

Esses serviços são ofertados nos Cras e, também, em outras unidades referenciadas e cofinanciadas. Atualmente o município contabiliza 869 crianças e adolescentes de 7 a 13 anos sendo atendidos pelos serviços nos Cras e, ainda, 726 adolescentes com idade média de 15 a17 anos sendo acompanhados também pelos serviços.

A superintendente do Suas, Aline Giovannini, acrescenta: “Nós iremos integrar a oferta desses serviços com a Fundação Municipal da Infância e Juventude, referenciando e acompanhando as famílias dessas crianças atendidas nas fundações junto aos Cras dos territórios e, também, onde houver o Serviço de Fortalecimento de Vínculos ofertado”, finaliza.

_ Essa reunião teve como objetivo fornecer orientação para os profissionais que atua com esses usuários, buscando priorizar a oferta do (SCFV), a organização da proteção especial básica e a consolidação do Sistema Único de Assistência Social. Finalizou Aline Giovannini.

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Conselho de Assistência reunido

Foto: Rodolfo Lins
Sexta-feira
07 de junho de 2013

O Conselho Municipal de Assistência (CMAS), se reuniu na manhã desta sexta-feira(7), no auditório no Ministério Público Estadual, para mais uma Assembléia Geral Ordinária, que foi presidida pela secretária da Família e Assistência, Izaura Freire. 
Entre outros temas, foram apresentados informes e pareceres técnicos das Comissões Temáticas, detalhamento do Plano de Ação 2013 (cofinanciamentos), reordenamento dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), apresentação da proposta de alteração da Lei Orgânica do Município, a situação dos trabalhadores do SUAS.

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Mais uma ação de rua para resgate da cidadania e auto estima

Foto: Rodolfo Lins
Segunda-Feira
27 de Maio de 2013

Mais uma ação de resgate e cidadania foi realizada neste final de semana nas ruas da área central da cidade, pela Secretaria Municipal da Família e Assistência Social, através da Casa da Cidadania e Centro Pop. Equipe multiprofissional dos dois equipamentos da secretaria percorreu, como acontece semanalmente, pontos onde se concentram moradores em situação de rua, abordando-os e mostrando que eles podem e devem sair desta condição, já que o governo desenvolve um trabalho que facilita a vida dos que querem mudanças.

De acordo com o coordenador da Casa da Cidadania e do Centro Pop, Luiz Maurício de Carlo, o quadro atual de pessoas em situação de rua é outro. Antigamente a maioria era de outros estados e, hoje, cerca de 90% deles são de Campos, muitos nestas condições por quebra de vínculos familiares, outros por causa de vícios (álcool, maconha, cocaína e outros) e alguns, até, por acharem que assim têm mais liberdade.

- A gente faz a abordagem e mostra que existe um serviço especializado de recuperação e resgate da cidadania, através dos dois equipamentos, onde eles têm refeição e moradia temporária. E, ainda, se precisar, nossa equipe providencia a retirada de documentos, encaminha para assistência médica e muito mais – acrescenta o coordenador.

A secretária Isaura Freire alertou para a questão da caridade a estas pessoas, fazendo com que, involuntariamente, permaneçam nessa condição. “A doação fortalece ainda mais a permanência dessas pessoas nas ruas. Caridade não é cidadania. Isso os indivíduos que vivem em situação de rua irão encontrar no abrigo. No local eles podem estar tirando a segunda via da documentação, têm hora para comer, para atividades físicas e lúdicas, capacitações, atendimento médico, entre outros. Nas ruas eles fazem o que querem”, finalizou Izaura Freire, citando os telefones para contato: (22) 2726-4041 e (22) 27334307.

Pronatec em Campos é destaque no estado e mostra resultados

Fotos: Rodolfo Lins
Segunda-Feira
27 de Maio de 2013

O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), criado pelo Governo Federal e oferecido pela Secretaria Municipal da Família e Assistência Social, foi destaque no Estado do Rio em termos de pessoas matriculadas no diferentes cursos ofertados e o responsável por isso foi o município de Campos. Vários ex-alunos do Pronatec tiveram oportunidade de emprego a partir dos cursos e outros aperfeiçoaram seus trabalhos também a partir deles.

De acordo com o Sistema de Monitoramento do Pronatec, em Brasília, em 2012 Campos realizou 1.413 matriculas para os diferentes cursos ofertados, em um total de 7.902 feitas em todo o estado do Rio, ou seja, cerca de 18% do total. Este ano o município continua, até a data de hoje, com o maior número de matriculas em relação aos demais municípios do estado, 879 matrículas incluídas no total do Estado, que é de 3.536 o que equivale a 25% do total. 

Gilbert Raimundo Gomes, 27 anos, residente no Parque Jardim Carioca, em Guarus, é um dos soube muito bem aproveitar o curso que fez de almoxarifado. Ele estava visando um trabalho na área off shore, fez o curso do Pronatec, foi à luta e conseguiu o emprego. “Eu só tenho a agradecer essa oportunidade que surgiu através da Prefeitura. Fiz o curso e hoje estou trabalhando embarcado. E não vou parar. Pretendo fazer outros cursos do Pronatec para crescer dentro da empresa que trabalho”, afirma Gilber, que cita, ainda, sua mulher que já está trabalhando como autônoma a partir de um curso que também fez no Pronatec, de depiladora. 

Wallace Macedo Alves de Carvalho, 24 anos, também residente em Guarus, já trabalhava na área elétrica e fez o curso de eletricista em RN-10 (segurança e normas na área) para se aperfeiçoar e acabou conseguindo outro emprego, ainda melhor, já que estava ainda mais qualificado. “Gostei muito e para mim foi muito válido. Aprendi coisas que realmente não sabia e, agora, posso estar praticando esses ensinamentos”, acrescenta o eletricista. 

Valdinei Santos, 31 anos, residente no Parque Santa Rosa, é autônomo e está praticando o que aprendeu no curso de informática, no dia a dia do seu trabalho, na oficina mecânica que mantém em sua casa. Antes do curso, Valdinei sabia somente “o básico do básico” em termos de informática e, agora, já faz pesquisa de peças, preços, se atualiza, entre outros procedimentos, sem sair da sua oficina. Além disso, alguns veículos mais modernos, requer conhecimento na área até mesmo para detectar problemas. “Aprender nunca é demais. Eu gostei muito e já estou aplicando o que aprendi. Agora, assim que tiver mais um tempinho, vou fazer outro curso, ainda não sei em que área, mas vou fazer com certeza”, finaliza o mecânico. 

A secretária da Família e Assistência Social, Izaura Freire, diz que os cursos oferecidos pelo Pronatec são de excelência e uma oportunidade a mais para as pessoas poderem se qualificar, especialmente, as que são beneficiárias do Bolsa Família e Cheque Cidadão. “Esses programas não são eternos e as pessoas precisam sair deles e seguirem seus próprios passos, através de uma profissão. E esses cursos são uma oportunidade para isso, assim como outros que o governo vem oferecendo à população”, finaliza a secretária.

Ação continua para evitar ocupações irregulares

Foto: Secom
Segunda-Feira
27 de Maio de 2013

Dando continuidade ao trabalho iniciado nesta quinta-feira (23) para prevenir ocupações irregulares nos conjuntos habitacionais do Programa Morar Feliz, uma equipe da prefeitura, formada por representantes das secretarias de Defesa Civil, Governo e Família e Assistência Social; Coordenadoria de Segurança Pública, Guarda Civil Municipal e, ainda, a Polícia Militar, entre outros, voltou nesta sexta-feira (24) ao Conjunto Habitacional do Parque Aldeia. O objetivo da ação é preservar a integridade das famílias e dos moradores.

Na ação do Parque Aldeia, foram notificadas quatro construções irregulares, além de outras casas muito próximas a redes de alta tensão e que, por questões de segurança, não pode ser destinada à construção. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a Secretaria de Meio Ambiente delimitaram algumas áreas de preservação ambiental, que estariam próximas à lagoa.

Uma das alternativas, segundo o Major Edison Pessanha, é ocupar as áreas muradas e que não podem ser habitadas com hortas comunitárias. O coordenador de Segurança e Ordem Pública, coronel Alcemir Pascoutto, falou dos locais que estão sem construção nos conjuntos. 

- Estes locais têm projetos específicos e estão sendo preparados para isso. O nosso objetivo é impedir ocupações irregulares e garantir que os projetos que estão previstos para estas áreas possam ser executados, como praças, arborização, creches -, disse o coronel Pascoutto.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Cras também se mobiliza para Conferência de Assistência Social

Foto: Rodolfo Lins
Quarta-feira
22 de Maio de 2013

Campos já está se mobilizando para a Conferência Nacional de Assistência Social, que será precedida pela Estadual, ambas sem data marcada, e pela municipal, em junho. Por conta disso, a secretaria municipal da Família, através de seus equipamentos (Cras, Creas, abrigos e outros) está realizando com os usuários, mini-conferências, explicando a importância do tema e, assim, envolvendo-os na política nacional de assistência. Essa semana a mini-conferência foi realizada no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) da Chatuba. 

O primeiro passo foi dado no mês passado pelo Conselho Municipal de Assistência Social, presidido por Izaura Freire, que realizou pré-conferência de assistência social, no auditório da UFF. A intenção foi, segundo a presidente do Conselho, mobilizar, principalmente, a sociedade civil organizada e usuários, além do governo, assistentes sociais, entre outros. A pré-conferência foi direcionada aos gestores da assistência social que trabalham com os usuários e sociedade civil organizada. 

- A proposta é, na Conferência de Assistência Social, dia 28 de junho, reunir a sociedade (cofinanciadas) e usuários para se discutir tudo isso. E, na oportunidade, escolher as pessoas que vão participar da Conferência Estadual e da Nacional – explicou a secretária da Família e assistência Social, Izaura Freire.

Conselho fala sobre criação da Carteira do Idoso

Foto: Divulgação
Quarta-Feira
22 de Maio de 2013


O presidente do Conselho Municipal do Idoso, André Aragão, junto com a assistente social da Secretaria da Família e Assistência Social, Inês Cristina Oliveira, realizou nesta terça-feira (21), no auditório da Secretaria do Governo, mais uma reunião com representantes de grupos e sociedade civil, onde foram discutidos diferentes assuntos. Entre eles, a criação da Carteira do Idoso, que garante a isenção do transporte interestadual ao idoso que recebe ate dois salários mínimos e que tenha mais de 60 anos de idade, de acordo com o Decreto nº 5934/06.

Segundo a assistente social Inês Cristina Oliveira, os idosos devem procurar os Centros de Referência e Assistência Social (Cras) mais próximo de sua residência para solicitar a carteira, a partir de um cadastramento. “A carteira é um documento oficial que garantirá ao idoso com 60 anos ou mais, com renda individual mensal igual ou inferior a dois salários mínimos e sem meios de comprovação de renda, o acesso a duas vagas gratuitas no transporte coletivo interestadual e 50% de desconto para os que excederem as vagas gratuitas”, disse a assistente social.

- A Secretaria da Família e Assistência Social está colocando em prática mais uma ação que beneficiará inúmeros idosos do município e irá proporcionar a gratuidade que está garantida pelo decreto nº 5.934 - finalizou Inês Cristina Oliveira.

O presidente do Conselho, André Aragão, ressalta que o município de Campos cresce no quesito de idosos e, por isso, as instituições públicas e privadas voltadas para os idosos precisam se adequar à demanda do município para melhor atender as necessidades de cada um deles.
O presidente de Grupo Finazinha Queiróz, Reginaldo Conceição Sales, 72 anos, ressalta que a população idosa está apostando nas ações desenvolvidas pelo Conselho e, agora, com maior expectativa, a partir da criação da Secretaria Municipal do Idoso.

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Gabinete Itinerante hoje no Matadouro

Fotos: Rodolfo Lins
Segunda-Feira
20 de Maio de 2013

O Projeto Gabinete Itinerante, desenvolvido pela secretaria municipal da Família e Assistência Social, teve continuidade nesta segunda-feira (20), desta vez no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do Matadouro. A secretaria tem percorrido o município, através do projeto, que tem como proposta, promover uma gestão mais participativa e próxima da comunidade, colocando governo e usuário frente à frente para soluções de problemas e, até mesmo, orientações que nem sempre chegam até ao usuário.
A secretária Izaura Freire explica que, assim como na maioria dos territórios onde estão localizados os Cras, no bairro Matadouro também há uma incidência de vulnerabilidade social grande, por isso a escolha deste equipamento para receber o projeto. Na oportunidade, o Gabinete Itinerante acaba atendendo aos usuários não só do Matadouro, mas também bairros adjacentes.
— Queremos nos aproximar mais das demandas e da realidade territorial das entidades que competem à secretaria, para que possamos fazer a execução de uma política mais eficaz e eficiente — ressaltou Izaura Freire.

O programa pretende percorrer todos os equipamentos que compõem a secretaria – Centros de Referência e Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), Serviço de Proteção Social para Pessoas Portadoras de Deficiência, Centro Dia, Colônia de Férias da Terceira Idade, cerca de 70 núcleos do Projovem Adolescente e 30 do Peti, além de núcleos do Programa de Inclusão Produtiva, entre outros. E, ainda os 14 conjuntos residenciais do Programa Morar Feliz, espalhados pelo município.

O projeto estará a cada semana em um bairro onde a secretária e seus assessores irão atender servidores que tiverem alguma pendência a tratar e, também, usuários que porventura quiserem tirar alguma dúvida, mas após terem passado pela equipe técnica do equipamento.

Fonte: Secom Campos

domingo, 19 de maio de 2013

Creas III apresenta números ainda assustadores

Foto: Rodolfo Lins
Domingo
19 de Maio de 2013

O Centro de Referência Especializado em Assistência Social (Creas III), equipamento ligado à secretaria da Família e Assistência Social, que tem como objetivo ofertar serviços especializados e continuados a famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de seus direitos, completou essa semana mais um ano de criação, apresentando números que ainda assustam. O Creas III atende mulheres vítimas de violência, além de idosos e deficientes e, do total de casos atendidos, a grande maioria ainda é de violência contra a mulher, chegando a 86%. 

O aniversário de comemoração da terceira unidade do Creas III, localizado na rua 1° de Maio, serviu de avaliação das estatísticas de atendimentos, apresentações artísticas feitas por ex-usuárias atendidas pelo programa e reunião com a equipe técnica, além de coordenadores, usuárias, entre outros. Quando inaugurado, o equipamento assumiu a demanda do antigo Núcleo Integrado de Atendimento a Mulher (Niam) e do Núcleo Especializado de Atendimento a Mulher (Neam), este último ligado ao governo do Estado. 

A secretária Izaura Freire explica que oito meses depois de inaugurado, o Creas III começou a atender, também, idosos e deficientes físicos que vivenciavam violações de direito. Em maio de 2011, quando implantado, foram 71 atendimentos. Já em maio de 2012 os números subiram para 410 atendimentos e em maio deste ano passou para 757.

- O ideal seria a erradicação total da violência doméstica, um mal que aflige nossa sociedade e que destrói o seio familiar. E o governo municipal está trabalhando para isso, fazendo a sua parte. Prova disso é a implantação das três unidades de atendimento do Creas, que são equipamentos da política sócio-assistencial para ofertar serviços especializados e continuados a famílias e indivíduos em situação de ameaça ou violação de seus direitos, como violência física, psicológica, sexual, tráfico de pessoas, cumprimento de medidas socioeducativas em meio aberto e outros – finaliza a secretária.

Cras do Matadouro recebe amanhã Gabinete Itinerante

Foto: Rodolfo Lins
Domingo
19 de Maio de 2013

O Projeto Gabinete Itinerante, desenvolvido pela secretaria municipal da Família e Assistência Social, terá continuidade nesta segunda-feira (20), desta vez no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do Matadouro. A secretaria tem percorrido o município, através do projeto, que tem como proposta, promover uma gestão mais participativa e próxima da comunidade, colocando governo e usuário frente à frente para soluções de problemas e, até mesmo, orientações que nem sempre chegam até ao usuário.

A secretária Izaura Freire explica que, assim como na maioria dos territórios onde estão localizados os Cras, no bairro Matadouro também há uma incidência de vulnerabilidade social grande, por isso a escolha deste equipamento para receber o projeto. Na oportunidade, o Gabinete Itinerante acaba atendendo aos usuários não só do Matadouro, mas também bairros adjacentes.

— Queremos nos aproximar mais das demandas e da realidade territorial das entidades que competem à secretaria, para que possamos fazer a execução de uma política mais eficaz e eficiente — ressaltou Izaura Freire.

O programa pretende percorrer todos os equipamentos que compõem a secretaria – Centros de Referência e Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), Serviço de Proteção Social para Pessoas Portadoras de Deficiência, Centro Dia, Colônia de Férias da Terceira Idade, cerca de 70 núcleos do Projovem Adolescente e 30 do Peti, além de núcleos do Programa de Inclusão Produtiva, entre outros. E, ainda, os 14 conjuntos residenciais do Programa Morar Feliz, espalhados pelo município.

O projeto estará a cada semana em um bairro onde a secretária e seus assessores irão atender servidores que tiverem alguma pendência a tratar e, também, usuários que, porventura, quiserem tirar alguma dúvida, mas após terem passado pela equipe técnica do equipamento. 

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Reunião define inclusão de quilombolas em Cadastro Único

Foto: Rodolfo Lins
Quarta-Feira
15 de Maio de 2013

No intuito de qualificar e quantificar efetivamente os remanescentes quilombolas para inclusão destes no Cadastro Único (CadÚnico), a secretaria de Família e Assistência Social recebeu nesta quarta-feira (15), representantes do Governo do Estado, além dos conselhos Estaduais e Municipais de Promoção e Igualdade Racial, e outros representantes da sociedade civil organizada. Dentro do CadÚnico, as comunidades poderão ter acesso a programas como Bolsa Família, Renda Melhor, Tarifa Social, além de acesso a outras informações e recursos.

Para representar a subsecretaria de Integração e Programas Sociais, esteve presente durante a reunião a superintendente de Renda e Cidadania, Ana Vieira, além do superintendente de Igualdade Racial da secretaria estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Marcelo Dias. “Nosso trabalho consiste em identificar e caracterizar as famílias quilombolas nos 92 municípios que consistem o Estado do Rio e, ainda, discutir estratégias para inclusão destas famílias no CadÚnico, incluindo estas famílias nos programas, além de resgatar e valorizar a cultura e características territoriais destes remanescentes”, destaca Ana.

A secretária de Família e Assistência Social, Izaura Freire, destaca que a iniciativa de unir o governo municipal ao governo do Estado, além de membros da sociedade civil organizada, foi de iniciativa do próprio município. “Ao compararmos os números de comunidades quilombolas apresentado no município, através da Fundação Municipal Zumbi dos Palmares e pelo CadÚnico, pudemos ver uma divergência de números, então, decidimos, em conjunto, efetuar uma visitação em cada comunidade quilombola presente no município para avaliar estes números reais e, então, cadastrá-las efetivamente para inscrição nos programas de direito”, pontua Izaura.

Segundo Marcelo Dias, a atuação da superintendência em que atua, em conjunto com a superintendência de Renda da secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos, consiste na identificação das comunidades quilombolas - negros descendentes de africanos - para promover o desenvolvimento econômico, cultural e social, “todos aspectos do desenvolvimento humano”, relata ele.

Assistentes sociais comemoram seu dia com festa

Foto: Rodolfo Lins
Quarta-feira
15 de Maio de 2013

Nesta quarta-feira (15) é comemorado nacionalmente o Dia do Profissional de Assistência Social. E para marcar com glamour este dia, a secretaria de Família e Assistência Social preparou uma programação especial, que aconteceu durante toda à tarde no Palácio da Cultura. Dança do Programa Projovem, apresentação do Coral Doce Canto do Clube da Terceira Idade e música ambiente com o cantor Jô Santana, foi os destaques na festa, que recebeu cerca de 120 profissionais.

Com 12 anos de carreira na secretaria de Família E Assistência Social, a profissional Elma Nunes, 50, recebeu um buquê de flores em nome de todos os profissionais da área. “Esta comemoração é muito importante para que reflitamos sobre nosso trabalho, que está totalmente vinculado com o trabalho com o ser. Também estamos muitos satisfeitos em poder estar perto de outros profissionais de nossa área e comemorar o dia junto deles”, destaca a profissional.

- É muito importante reconhecer o papel do assistente social na implantação do trabalho de assistência social em todo o município. Hoje em dia a política de assistência social engloba outros profissionais, como os advogados e psicólogos, por exemplo, mas quem é o pilar desta política é o profissional da assistência social, uma das principais atividades que completam este quadro - destaca a secretária de Família e Assistência Social, Izaura Freire.

Campos ganha hoje prêmio pelo Programa Morar Feliz

Foto: Rodolfo Lins
Quarta-feira
14 de Maio de 2013

Nesta quarta-feira (15), Campos recebe o Prêmio Selo de Mérito 2013, da Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) com o Programa Morar Feliz, vencedor nas categorias Relevância Social e Grande Impacto Regional. A premiação acontecerá, a partir das 20h, no salão nobre do Hotel Nacional, em Brasília, durante a sessão solene de abertura do 60° Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, com participação da Prefeita Rosinha Garotinho. O evento acontece até sexta-feira (17). 

— É muito gratificante sermos reconhecidos nacionalmente com um programa municipal de habitação que é o maior do país e que, além de comprovar a seriedade do governo, serve de exemplo como uma política habitacional que dá mais do que casa, mas dignidade à população que vivia em área de risco – destacou o presidente da Empresa Municipal de Habitação, Urbanização e Saneamento (Emhab), Ulisses Cardoso Rangel, que acompanha a prefeita em Brasília.

Além da premiação, Campos está com um estande no Hotel Nacional, onde acontece a 60ª edição do Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social. No espaço reservado ao município, um sistema de mídia, banner e uma revista divulgam o Programa Morar Feliz, que construiu e entregou, nos últimos quatro anos, 5426 casas, contemplando famílias que viviam em condições de vulnerabilidade social ou que residiam em áreas de risco.

— Estaremos presentes no fórum durante os três dias de evento e, assim como os demais municípios com projetos premiados, faremos uma apresentação sobre o Morar Feliz. Estaremos apresentando o programa, nesta quinta (16), a partir das 9h10 – informou Ulisses.

O Prêmio Selo de Mérito é uma proposta realizada pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) que visa contemplar Companhias de Habitação, Secretarias Municipais e Habitação e prefeituras municipais que tiveram destaque em cinco categorias. Projeto Ambiental e Socialmente Sustentável, Regularização Fundiária ou Imobiliária, Relevância Social, Grande Impacto Regional e Fortalecimento do SHIS e Gestão Pública são as cinco categorias que tiveram destaque.
Fonte:Secom/Pmcg

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Família e Assistência na homenagem os 204 anos da PM

Foto: Rodolfo Lins
Segunda-feira
13 de maio de 2013

Participei na manhã desta segunda-feira (13), da Sessão Especial da Câmara Municipal de Campos, que homenageou os 204 anos Polícia Militar. A sessão foi presidida por um dos vereadores que teve sua origem na carreira militar, Paulo César Genásio, também autor do requerimento,. A sessão contou com a participação do Comandante do 8º BPM, Tenente Coronel Jonei Sardemberg, da Banda Marcial da Polícia, autoridades militares, representantes da sociedade civil e do poder público.

Após as homenagens aos militares, fui convidada ao púlpito, onde pude ressaltar minha origem profissional, que também se deu na carreira militar, e que hoje como secretária da Família e Assistência vejo a importância da ação conjunta entre os órgãos, no combate à violência.
Parabenizei a iniciativa do vereador Genásio pela homenagem ao aniversário dos 204 anos da Polícia Militar e através do Tenente Coronel Sardemberg toda corporação (da qual também faço parte), pelo trabalho desenvolvido em prol da população. Aproveitando, destaquei também que, diferente da minha época, a polícia hoje está mais homogeneizada. Isso contribui muito para a eficácia das ações de combate à violência.
História - Em 1809 o príncipe-regente Dom João IV resolve criar a Divisão Militar da Guarda Real de Polícia da Corte (DMGRP). A Guarda Real de Polícia, como ficou primeiramente conhecida a PMERJ, teve participação decisiva em momentos importantes da história brasileira como, por exemplo, na Independência do país.
A partir daí, a corporação teve mais de 12 nomes diferentes e quando o Estado da Guanabara se fundiu ao Estado do Rio de Janeiro, deixando de ser a capital do Brasil - mudando-se para Brasília - a PMERJ centralizou seus comandos e distribuição de forças, fixando o nome Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro.

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Conselho realiza sua primeira reunião

Foto: Rodolfo Lins
Quinta-feira
09 de Maio de 2013


O recém criado Conselho Municipal de Inclusão de Pessoa com Deficiência (Comde), pioneiro na região, que tem como papel ajudar os gestores municipais a desenvolver ações e programas para as pessoas com deficiência, realizou essa semana sua primeira reunião ordinária, reunindo membros da sociedade civil organizada e poder público municipal. Na oportunidade foi apresentada a identidade visual do Conselho e parte do regimento interno.

A secretária executiva do Comde, Nayne Tamy explica que o regimento interno é muito extenso e só deu tempo de votar a primeira parte, já que item por item é analisado e discutido pelos membros. Depois da votação de todo o regimento, será iniciada a fase de cadastramento das entidades que comporão o conselho, o que, segundo a secretária executiva, deverá acontecer no segundo semestre deste ano.

Ainda este mês, no próximo dia 22, os conselheiros do Comde participam de curso de capacitação estadual, em Macaé. O Comde foi convidado pela Superintendência Estadual de Inclusão de Pessoa com Deficiência. A reunião foi comandada pelo presidente da entidade, Jeferson Gomes.

terça-feira, 7 de maio de 2013

Dois cursos oferecidos através do Pronatec

Foto: Rodolfo Lins/Arquivo
Terça-Feira
07 de Maio de 2013


A partir de amanhã (quarta-feira, 08), os interessados em fazer cursos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), oferecidos através da Secretaria Municipal da Família e Assistência Social, têm uma nova oportunidade, que se estende até o dia 16. Alguns cursos tiveram uma procura até cinco vezes maior do que a oferta e outros, no entanto, não preencheram o número de vagas, motivo da reabertura das inscrições. 

Estão sendo oferecidos dois cursos: montador de andaime, de manhã e a tarde, e eletricista instalador predial de baixa tensão, à tarde. As exigências para os interessados são possuir renda familiar igual ou inferior a meio salário mínimo por pessoa (per capita) ou renda familiar mensal de até três salários mínimos. E, ainda, ter entre 18 e 59 anos e documentos pessoais, como CPF, identidade, comprovante de residência e de escolaridade, cartão do Bolsa Família ou Cheque Cidadão, caso seja beneficiário.

As inscrições podem ser feitas na secretaria da Família e Assistência, no Jardim Carioca, em Guarus, das 9h às 16h, mediante distribuição de senhas, no próprio local, a partir das 9h. Não haverá atendimentos aos sábados, domingos e feriados.

Os cursos oferecidos pelo Pronatec são de excelência e uma oportunidade a mais para as pessoas poderem se qualificar, especialmente, as que são beneficiárias do Bolsa Família e Cheque Cidadão. Esses programas não são eternos e as pessoas precisam sair deles e seguirem seus próprios passos, através de uma profissão. E esses cursos são uma oportunidade para isso, assim como outros que o governo vem oferecendo à população.

segunda-feira, 6 de maio de 2013

Padaria Escola com novas turmas

Foto: Rodolfo Lins
Segunda-Feira
06 de maio de 2013


Retomados na última segunda-feira (29), os cursos de Panificação, Confeitaria de Padaria e Curso de Salgados e Biscoitos, desenvolvidos pela secretaria da Família e Assistência, através da “Padaria Escola”. Os cursos que têm duração de seis meses, são divididos em quatro turmas de 20 alunos, sendo as segundas e quartas-feiras ou terças e quintas-feiras, de 8 às 11hs ou das 13 às 17hs, todos ministrados no próprio Cras do Jardim Carioca.

De acordo com a Chefe da Padaria Escola, Martha Rodrigues, a apadaria conta com profissionais experientes e equipamentos profissionais iguais aos que os alunos irão encontrar no mercado de trabalho. em 2012,  cerca de 80 alunos foram inseridos no mercado de trabalho como contratados de carteira assinada ou iniciando o próprio negócio em suas comunidades.

- O aluno sai do curso capacitado para isso, ou iniciar um negócio de baixo investimento em sua própria residência, como uma lanchonete ou mini padaria, ou ser contratado por padarias e confeitarias. É um mercado de grande demanda, muito valorizado e em grande ascensão, afirma Martha.

Maiores informações sobre a Padaria Escola podem ser obtidas no próprio Cras do Jardim Carioca – Travessa Santo Elias, s/n ou pelo telefone 2725-3611.  

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Campos mobilizada para conferência municipal, estadual e nacional

Foto: Rodolfo Lins
Sexta-feira
19 de abril de 2013

Campos já está se mobilizando para a Conferência Nacional de Assistência Social, que será precedida pela Estadual, ambas sem data marcada, e pela municipal, em junho. Por conta disso, o Conselho Municipal de Assistência Social, presidido por Izaura Freire, realizou essa semana, uma pré-conferência de assistência social, no auditório da UFF. A intenção é, segundo a presidente do Conselho, mobilizar, principalmente, a sociedade civil organizada e usuários, além do governo, assistentes sociais, entre outros.

Izaura Freire explica que, desta forma, a pré-conferência de Campos foi direcionada aos gestores da assistência social que trabalham diretamente com os usuários e sociedade civil organizada. Eles foram capacitados para serem multiplicadores de informação, tipo, o que é assistência social, conselho, financiamento, entre outros temas. 

Agora os gestores estarão aptos a passar essas informações aos usuários e sociedade, dentro dos Centros de Referência e Assistência Social (Creas), Centros de Referência de Atendimento Social (Cras), abrigos e demais equipamentos que compõem a secretaria municipal da Família e Assistência Social.

- A proposta é na Conferência de Assistência Social, dia 28 de junho, reunir a sociedade (cofinanciadas) e usuários para se discutir tudo isso. E, na oportunidade, escolher as pessoas que vão participar da Conferência Estadual e da Nacional – finalizou a presidente do conselho.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Parceria pelo Centro de Atendimento à Mulher Vítima de Violência

Foto: Rodolfo Lins
Quinta-feira
18 de Abril de 2013

A parceria para a criação de um Centro Especializado de Atendimento à Mulher Vítima de Violência foi o assunto do encontro entre a Prefeita Rosinha Garotinho, a secretária municipal da Família e Assistência Social, Izaura Freire; e a subsecretária de Estado de Políticas Públicas para Mulheres, Ângela Maria Mesquita Fontes. O encontro aconteceu nesta quinta-feira (18), no gabinete da prefeita. 

— Com este Centro vamos implementar as políticas de proteção à mulher vítima de violência, que já existem no município e garantir que Campos continue sendo um pólo de atendimento na região - disse a subsecretária.

A unidade será mais uma ação voltada para a mulher no município. Entre as medidas adotadas pelo município, a Prefeita Rosinha Garotinho citou a capacitação de mulheres, através do projeto Elas em Ação, desenvolvido pela Secretaria Municipal de Trabalho e Renda (SMTR), para qualificar profissionais para o setor de construção civil, e o programa de imunização, que inclui a vacina contra o HPV. 

— O Centro vai, além de quantificar a questão da violência, vai qualificar e encaminhar as mulheres vítimas de violência a outros serviços oferecidos pelo município e que muitas das vezes elas não têm acesso - adiantou a secretária Izaura Freire.

A expectativa é que o Centro esteja em funcionamento no segundo semestre de 2013. A unidade será instalada no Centro Comunitário de Defesa da Cidadania (CCDC), situado à Travessa Santo Elias, s/n, no Jardim Carioca.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Começou o recadastramento do cheque cidadão municipal

Foto: Rodolfo Lins
Terça-Feira
16 de Abril de 2013


Começou nesta terça-feira (16), o recadastramento dos beneficiados pelo programa Cheque Cidadão Municipal que, hoje, atende a cerca de 25 mil famílias. O trabalho, desenvolvido pela secretaria da Família e Assistência Social, está sendo feito de porta em porta, por 25 profissionais que levantam, através de questionário, toda a situação socioeconômica desses usuários.

O recadastramento foi iniciado no bairro Jóquei Clube e adjacências e, em seguida, se estende para o distrito de Goitacazes. De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Social Básica da secretaria, Cristiana Versiani, este trabalho tem a finalidade de averiguar se a família ainda está ou não, enquadrada nos critérios do programa, como renda per capita de meio salário por pessoa, vulnerabilidade social, entre outros.

O Cheque Cidadão Municipal contribui para o aquecimento da economia, com mais de 50 estabelecimentos comerciais credenciados. Com o valor de R$ 100, o governo contempla 25 mil famílias de baixa renda com crédito para aquisição de alimentos.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Comdim em encontro pelo Dia Nacional da Mulher

Foto: Divulgação
Segunda-feira
15 de Abril de 2013

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim), Margarida Estela do Nascimento, irá apresentar o conselho aos vereadores da Câmara Municipal e falar sobre o Dia Nacional da Mulher, a ser comemorado no próximo dia 30. O encontro está marcado para a próxima quarta-feira (17), a partir das 10h, na sala 806 do prédio do Centro Executivo, localizado na Avenida Alberto Torres, 361, Centro, e será aberto ao público. Segundo Margarida, o Comdim é um órgão consultivo, deliberativo e fiscalizador das matérias referentes às mulheres do município. “E o Dia Nacional da Mulher é um dos dias mais importantes do nosso calendário. Vou explicar para os presentes como surgiu esta data e qual a verdadeira importância deste dia para todas as mulheres deste país”, comentou.

O Dia – A lei número 6.971/80 instituiu o dia 30 de abril como o Dia Nacional da Mulher. A data é uma referência a Jerônima Mesquita, uma das primeiras líderes do movimento feminista brasileiro. Ela fundou o Movimento Bandeirante (que tinha como objetivo a inserção da mulher na sociedade) e, ao lado de outras expoentes feministas, criou o Conselho Nacional das Mulheres.

A presidente também vai convidar a todos que participem do Dia Nacional da Mulher, cujo evento acontecerá no dia 30 deste mês, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), das 14h às 17h, e também será aberto ao público.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Encerrado com sucesso Curso da Cozinha Brasil.

Foto: Rodolfo Lins
Sexta-feira
12 de Abril de 2013


Encerrou na tarde de ontem, quinta-feira (12), o curso de aproveitamento total de alimentos, oferecido pela Secretaria da Família e Assistência, em parceria com o Sesi e a Ampla. O curso ministrado pela nutricionista Natalia Coelho, atendeu cerca de 100 usuários dos Cras e foi ministrado na cozinha/escola itinerante, montada na própria secretaria. Os alunos não só aprenderam como aproveitar todo material que é descartado na cozinha, como talos e cascas de frutas e verduras, mas também receberam orientações nutricionais e formas de preparo de uma alimentação mais rica, saudável e de baixo custo.
No encerramento do curso, que durou três dias, os usuários receberam certificado de participação e um livro ilustrado com diversas receitas para o dia a dia.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Pagamento do defeso de água salgado liberado nesta quinta-feira

Foto: internet
Quarta-feira
10 de abril de 2013


A prefeitura, através da Secretaria da Família e Assistência Social, libera nesta quinta-feira (11), a partir das 16h, a primeira parcela do pagamento do defeso de água salgada para os 681 profissionais que vivem da pesca, devidamente cadastrados no Programa de Renda Mínima/Defeso de Água Salgada. Esta é a primeira parcela deste ano, do total de três que serão liberadas, no valor de um salário mínimo regional, R$ 678,00 cada.
O defeso de água salgada, definido pelo Ministério da Pesca, é de três meses, tendo começado no mês passado (março), se estendendo até maio. Os pescadores trabalham com a pesca de camarão da água salgada durante o ano. Nos mês de março, abril e maio, a pesca fica suspensa de acordo com o decreto do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), para reprodução da espécie.

Cozinha Brasil ensina alimentação saudável a usuárias do Cras

Fotos: Rodolfo Lins
Quarta-feira
10 de abril de 2013

Cerca de 100 usuárias do Centro de Referência e Assistência Social (Cras) de Custodópolis, entre outros, participam até esta quinta-feira (11), na Secretaria Municipal da Família e Assistência Social, de curso promovido pelo Programa Cozinha Brasil, sobre aproveitamento integral dos alimentos. O curso está sendo ministrado na unidade móvel cozinha/escola, a cargo da nutricionista Natália Coelho e do cozinheiro Miler Duarte.

O curso, que é promovido pelo Sesi, em parceria com a Ampla, começou ontem, terça-feira (9), e é dividido em duas turmas de 50 pessoas. De acordo com a diretora do Departamento de Proteção Social Básica, da Família e Assistência, Cristiana Versiani, além das usuárias do Cras de Custodópolis, participam também usuárias da Codin e Travessão. “Estas usuárias já participaram de outros projetos, dentro da mesma parceria, como palestras de conscientização de economia de energia, curso de artesanato, entre outros”, afirma a diretora.

Usuária do Cras do Eldorado, Elza Albino Machado, 61 anos, participou de vários cursos. “Estes cursos são ótimos, porque além de serem de graça, são muito importantes para nós. Primeiro, a gente aprendeu a economizar energia, depois aprendeu artesanato e, agora, esta maravilha de curso, que está ensinando a reaproveitar os alimentos que antes a gente jogava no lixo. Agora, vimos que podemos fazer uma comida mais saudável e econômica”, acrescenta a usuária.

A secretária Izaura Freire diz que este curso vem somar às palestras e orientações sobre a qualidade da alimentação, que são desenvolvidas pela Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) da secretaria. “Sabemos que no país todo há um desperdício muito grande de alimentos, às vezes, por falta de informação básica. E o programa Cozinha Brasil mostra isso e melhor ainda, ensina que podemos fazer uma comida fácil e com alto valor nutricional”, ressalta a secretária.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Secretários apresentam ações na Câmara de Vereadores

Foto: Rodolfo Lins
Terça-Feira
09 de Abril de 2013


Em reunião na Câmara de Vereadores de Campos nesta segunda-feira (08), os secretários e sub, da Família e Assistência Social, Trabalho e Renda e Centro de Processamento de Dados de Campos (Cidac), respectivamente, Izaura Freire, José Alberto Nogueira e Ranulfo Vidigal, falaram sobre as ações desenvolvidas pelo governo Rosinha Garotinho, principalmente, para os usuários dos programas de transferência de renda, com destaque para o cheque cidadão. A participação dos representantes do governo municipal na Câmara aconteceu dentro do seminário, “Do Cheque Cidadão à Assinatura da Carteira de Trabalho”.

Izaura Freire explicou que hoje, em Campos, mais de 25 mil famílias são usuárias do programa, que faz parte da política nacional de assistência social e está inserido dentro de um programa macro, o Brasil sem Miséria. E cabe aos municípios, dar oportunidade a esses usuários para que eles não se mantenham por toda a vida somente vivendo deste benefício. E neste contexto, explica Izaura Freire, são desenvolvidos cursos de capacitação, além de oferta de acesso à saúde, educação, entre outros.

O subsecretário municipal de Trabalho e Renda, José Alberto Nogueira falou dos cursos oferecidos pela secretaria e destacou que a maioria das pessoas que participou destes, conseguiu inserção no competitivo mercado de trabalho. José Alberto acrescenta que somente de janeiro a fevereiro deste ano foram 1.407 empregos com carteira assinada, intermediados pela secretaria. Além de oferecer vagas de emprego, o órgão também faz emissão de carteira de trabalho, ajuda a produzir e emite currículos, faz a captação de vagas para o empregador e encaminha o empregado a área que irá servir, seja através de e-mail, currículos ou individualmente.

O presidente do Cidac. Ranulfo Vidigal, falou sobre as tendências e demandas que podem ocorrer no município de Campos nos próximos anos e a realidade atual no âmbito econômico. De acordo com Vidigal, até 2030 mudanças significativas devem ocorrer em todo o mundo. No Brasil, a realidade não deve ser diferente. Ele afirma que nos próximos 20 anos o país deve passar por uma expansão do consumo de massa, além dos investimentos, cada vez mais intensos, em recursos naturais e em infra-estrutura.

No entanto, afirma Vidigal, atualmente é necessário que os governos municipal, estadual e federal invistam cada vez mais nas demandas recentes, como a economia pautada na produção de matérias-primas, investimento em pesquisa e desenvolvimento, além de uma nova inserção no que diz respeito à divisão internacional do trabalho.

— O crescimento do município não pode estar só pautado no gasto público, pois o recurso é finito principalmente com a tentativa de retirada de recursos de indenização da produção petrolífera da Bacia de Campos. É importante que o governo invista, principalmente, em planejamento macro regional e logístico e também na capacitação da força de trabalho, para que possamos desfrutar de um futuro seguro para as famílias que residem no município — concluiu o presidente do Cidac. 

sábado, 6 de abril de 2013

Gabinete Itinerante presente hoje em Custodópolis

Foto: Rodolfo Lins
Sexta-feira
05 de Abril de 2013

Dando continuidade ao Projeto Gabinete Itinerante, desenvolvido pela secretaria municipal da Família e Assistência Social, estive presente nesta sexta-feira (05), no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) de Custodópolis. 

O primeiro Gabinete Itinerante foi no Cras de Goitacazes e pretendo percorrer com a equipe de técnicos, os demais equipamentos da secretaria - Centros de Referência e Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), Serviço de Proteção Social para Pessoas Portadoras de Deficiência, Centro Dia, Colônia de Férias da Terceira Idade, núcleos do Programa de Inclusão Produtiva, entre outros. Também está na programação, a visita aos 14 conjuntos residenciais do Programa Morar Feliz, espalhados pelo município. 

Nosso objetivo, é nos aproximar um pouco mais da realidade territorial destes equipamentos, ouvir as demandas, tirar dúvidas dos usuários, para assim, fazer uma gestão mais participativa e executar com mais eficiência a política de assistência em nosso município.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Gabinete Itinerante amanhã no Cras de Custodópolis

Foto: Rodolfo Lins
Quinta-feira
04 de Março de 2013

O Projeto Gabinete Itinerante, desenvolvido pela secretaria municipal da Família e Assistência Social, terá continuidade nesta sexta-feira (05), desta vez no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) de Custodópolis. O primeiro gabinete itinerante aconteceu no Cras de Goitacazes, quando, na oportunidade, foram inauguradas as obras de reforma e ampliação do prédio, dotado de acessibilidade e outros aparatos, uma reivindicação antiga dos servidores locais e comunidade.

A secretária Izaura Freire explica que o objetivo do projeto é fazer uma gestão mais participativa e próxima da comunidade. Segundo a secretária, assim como na maioria dos territórios onde está localizado os Cras, em Custodópolis também há uma incidência de vulnerabilidade social grande, por isso a escolha deste equipamento para receber o projeto.

— Queremos nos aproximar mais das demandas e da realidade territorial das entidades que competem à secretaria, para que possamos fazer a execução de uma política mais eficaz e eficiente. — ressaltou Izaura Freire.

O programa pretende percorrer todos os equipamentos que compõem a secretaria – Centros de Referência e Assistência Social (Cras), Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), Serviço de Proteção Social para Pessoas Portadoras de Deficiência, Centro Dia, Colônia de Férias da Terceira Idade, cerca de 70 núcleos do Projovem Adolescente e 30 do Peti, além de núcleos do Programa de Inclusão Produtiva, entre outros. E, ainda, os 14 conjuntos residenciais do Programa Morar Feliz, espalhados pelo município.

O projeto estará a cada semana em um bairro onde a secretária irá atender servidores que tiverem alguma pendência a tratar e, também, usuários que, porventura, quiserem tirar alguma dúvida, mas após terem passado pela equipe técnica do equipamento.

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Empossado novo Conselho para Pessoa com Deficiência

Foto: Rodolfo Lins
Quarta-Feira
03 de Abril de 2013

Membros da sociedade civil organizada e pode público municipal foram empossados nesta terça-feira (02), no Teatro Trianon, no Dia Mundial da Conscientização do Autismo, como integrantes do recém-criado Conselho Municipal de Inclusão da Pessoa com Deficiência. O órgão, que é integrado pela Apoe, Apae, Asilo São José Operário, Associação dos Ostomizados, entre outros, será presidido por Jeferson de Souza Gomes, servidor público concursado, lotado no Serviço de Proteção Social para Pessoa com Deficiência, o Programa Campos para Todos, instalado na Praça da República, próxima à Rodoviária Roberto Silveira.

Jeferson Gomes, cadeirante de 21 anos, falou da importância de estar à frente de uma entidade como o Conselho. “Que nossa fala não seja em vão, porque precisamos abrir caminhos e não mendigar favores. E o Conselho chegou para isso”, afirmou Jeferson Gomes, apoiado pela vice-presidente, Silvia Salgado, responsável pelo Educandário São José Operário, conhecido como Asilo dos Cegos. 

A secretária Izaura Freire disse que o conselho é pioneiro na região e tem como papel, ajudar os gestores municipais a desenvolver ações e programas para as pessoas com deficiência. “O desafio de nós gestores é trabalhar com eficiência e o conselho está aí para este aporte. Campos mais uma vez sai na frente e cria o conselho, previsto em lei”, finalizou a secretária, que dividiu a mesa principal com o vice-Prefeito Doutor Chicão, o vereador Genásio, a vice-presidente do Conselho Municipal de Assistência Social, Maria José Porto, a presidente do Conselho da Mulher, Margarida Estela, e o presidente da Fundação Municipal da Infância e Juventude, Thiago Ferrugem.

Dia do Autismo com palestra e platéia cheia

Fotos: Rodolfo Lins
Quarta-Feira
03 de Abril de 2013

Com a platéia do Teatro Trianon lotada, contando com a presença do vice-prefeito Doutor Chicão, além de vereadores, secretários municipais, profissionais ligados à área médica e mães, aconteceu nesta terça-feira (02), no Teatro Trianon, palestra da terapeuta Patrícia Piacentini, mestre em Desenvolvimento Infantil pela Antioch University, em Santa Bárbara, na Califórnia, dentro da programação pelo Dia Mundial da Conscientização do Autismo. O evento foi promovido pela secretaria municipal da Família e Assistência Social, através do Programa Campos para Todos, que realizou, também, a posse dos membros do recém-criado Conselho Municipal de Inclusão da Pessoa com Deficiência, presidido por Jeferson de Souza Gomes. O evento terminou com show do cantor Felipe Tammy.

Para um público atento, a palestrante Patrícia Piacentini mostrou os principais sintomas de uma criança autista, destacando a atenção que deve ser dispensada à parte motora e o atendimento fisioterapêutico necessário. Patrícia destacou, ainda, alguns sintomas da criança autista, como convulções e isolamento, além do atraso intelectual e de ações em relação a uma criança que não tem autismo, que pode ser de um ano, dois ou mais, fazendo com que as pessoas leigas classifiquem esse autista como um retardado ou doente mental. O “remédio” para isso tudo, segundo Patrícia, é o diagnóstico cada vez mais precoce e o “despertar” dos pais para os sintomas considerados anormais, como por exemplo, cair e não sentir dor, olhar determinada paisagem e não focar em um detalhe, se estressar com um simples barulho externo, entre tantas outras.

O vice-prefeito Doutor Chicão, que também é médico-pediatra, acrescentou que não se sabe ainda o que determina o autismo, alguns estudiosos acreditam que seja genético e outros falam em falta de minerais. “Uma palestra como essa, com uma especialista como a doutora Patrícia, é importante para tirarmos dúvidas, principalmente, das mães e futuras mães que estão hoje aqui. Nosso governo trabalha nesse sentido, de agregar valores, visando o bem da coletividade”, disse Doutor Chicão.

A secretária Izaura Freire afirmou que a autismo é uma síndrome que afeta o desenvolvimento em três importantes áreas: comunicação, socialização e comportamento. “A Organização Mundial de Saúde estima que no mundo todo haja cerca de 70 milhões de pessoas com autismo. E, no Brasil, a estimativa é de 2 milhões de autistas” finaliza a secretária Izaura Freire.